Feeds:
Posts
Comments

Nossa! Faz muitos anos que não posto neste blog! Ele estava completamente abandonado. Tantas coisas aconteceram nesses quase 4 anos…

Essa mensagem é só pra dizer que “eu voltarei”, hehehe…

Depois de quase dois anos sem postar. Venho falar de um assunto um tanto polêmico: a relativização. Podemos afirmar que na sociedade em que vivemos não existe CERTO ou ERRADO, mas sim, o CERTO e o ERRADO de cada pessoa, ou seja, a predominância da subjetividade alheia. Não existe mais Constituição, Regras, Bom Senso, tudo isso já não faz sentido… Aliás, existir existe, no entanto, na teoria, mas já não se pratica… O mundo está doente. Só se fala em transformação social o tempo todo, mas o que vejo é a transformação social negativa… Hoje, as pessoas não são admiradas pelo bom caratér, mas sim, por ser “descolada”… É triste! As vezes fico pensamento, aonde tudo isso vai parar? Se é que vai parar… O coletivo já não funciona nesse país, coletividade é sinônimo de bagunça, e isso nos remete as “coisas” públicas… E tem gente que caracteriza essa bagunça de liberdade. Liberdade de expressão, liberdade de ir e vir, enfim… Esqueceram-se que tudo tem limite. E mais, cadê a punição? Premiação? Dói a alma quando penso que esses valores se dispersaram para outro universo. Já que cada ser humano possui ‘seus valores’. Meus Deus, tende piedade de nós! Eles não sabem o que dizem, o que fazem… Perdoai-nos.

 

Paz

Paz, o que é isso?

Segundo Wikipedia “Paz é geralmente definida como um estado de calma ou tranquilidade, uma ausência de perturbações ou agitação. Derivada do latim Pacem = Absentia Belli, pode referir-se à ausência de violência ou guerra.”E segundo o dicionário inFormal, “Calma, sossego, tranquilidade, repouso, harmonia. Ausência de conflitos, lutas e violência.”

Então, em resumo, paz pode ser caracterizada como um estado de equílibrio entre a mente e o corpo. E por que é tão difícil de ser alcançada nos dias atuais?! Para todos os lugares que olho, vejo pessoas agitadas, correndo prum lado e pro outro, preocupadas, insatisfeitas, aborrecidas, enfim, com um tantão de problemas… Carros em alta velocidades… Para que tanta pressa?!
É claro que não podemos permanecer na inércia o tempo inteiro, no entanto, uma pausa diária é sempre bem-vinda. Quero muito aproveitar essas férias para um longo descanso… Esse final de período está absorvendo todo meu tempo, por onde andas os prazeres da vida?!
Mês passado comprei um tantão de livros, quantos eu li?! Ah! Um número nada significativo. Por isso, que almejo tanto as queridas férias! Vou aproveitá-las como nunca fiz. Reservar um tempinho para cuidar da gente, é sempre bom, hehehe…
Espero obter muita paz…
Pensamentos Crônicos, o por quê desse nome!
Ah, sempre fui muito pensativa, e entra ano e saí ano são sempre os mesmos planos; ou seja, sempre os mesmos pensamentos que permeiam em minha mente. E o bacana em um blog é que posso expor minhas ideias, e posso também transformá-las em crônicas, hehehe… Esse não é o meu primeiro blog, já criei vários e não permaneci com nenhum; adoro mudanças… Espero que esse permaneça por mais tempo, e que seja eterno enquanto dure…
Então é isso!
Indicações do dia:
Músicas: Novo CD de Mombojó (é uma banda originada do Recife), o nome do álbum é Amigo do Tempo; na verdade, todos os álbuns são ótimos.
Livro: A Insustentável Leveza do Ser (livro publicado em 1984 por Milan Kundera)
Filme: Comer, rezar e amar
#ficaadica!
Também adoro receber indicações de músicas, livros e filmes!
Até mais!